Autoridades falam sobre surto de sarampo em Santo Amaro

Santo Amaro

Na Bahia já são oito casos de Sarampo confirmados, desses, sete foram na cidade de Santo Amaro. A situação já é considerada um surto, além dos episódios comprovados outros sete foram notificados e estão esperando a confirmação. Em entrevista exclusiva para o programa Rádio Total, Holmes Filho, o secretário de saúde de Santo Amaro, falou sobre esse cenário.

De acordo com a Sesab, das sete pessoas confirmadas com a doença, seis (85,7%) não eram vacinadas e uma não tinha completado o ciclo de vacinação contra o sarampo. A faixa etária dos pacientes atingidos varia entre 9 meses a 26 anos.

“A população se vacinando dentro da faixa etária correta, diminui nossa preocupação. Gostaria de pedir as pessoas que se dirijam as unidades de saúde para fazer a cobertura vacinal para se proteger desse problema, já que o sarampo está em evidência aqui no município”, informou o secretário.

Como sarampo é uma doença contagiosa a preocupação é que ela não se alastre nas pessoas da comunidade e para outras regiões e até outras cidades do estado. De acordo com Marinilma Valadares, coordenadora da vigilância epidemiológica da cidade, todas as medidas necessárias estão sendo tomadas.

“Na região onde ocorreu o surto já foi feito o bloqueio vacinal e os exames laboratoriais, todas as medidas do protocolo geral contra o sarampo já foram tomadas. Agora estamos fazendo uma varredura com todas as pessoas que tiveram contato com os infectados, pois somente com a vacina conseguiremos prevenir a doença”, relatou a coordenadora.

A busca pela vacina contra o sarampo no posto de saúde de Santo Amaro, no recôncavo da Bahia, quase dobrou nesta semana após a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) confirmar o surto da doença no município.

“Nós sempre trabalhamos com essa vacina diariamente, sempre tivemos disponibilidade, para a vacina que protege contra a caxumba, rubéola e sarampo. Tanto que fazia mais de 20 anos, que não tínhamos um caso registrado dessa doença no município”, finalizou Marinilma.

Fonte: Giliard José, Nivaldo Lancaster

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *