Bahia sai na frente, mas fica no empate com o Cruzeiro no Mineirão

Bahia Esporte

Na noite deste domingo (03), o Bahia visitou o Cruzeiro e empatou em 1 a 1 no Mineirão. A partida foi válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O JOGO

Para a partida desta noite, o técnico Roger Machado optou por uma escalação mais ofensiva do que no jogo passado, apostando na entrada de Marco Antônio na vaga deixada por Gregore.

Surpresa na equipe titular, Fernandão foi quem teve a primeira finalização do Bahia no jogo. Em jogada tramada pelo lado direito, o centroavante cabeceou por cima do travessão, aos sete minutos. Em seguida, foi a vez de Flávio arriscar um chute rasteiro, mas sem levar perigo.

A primeira chegada perigosa do Cruzeiro aconteceu também em uma jogada de bola aérea. Aos 13 minutos, David se antecipou a Lucas Fonseca e cabeceou por cima do travessão. Que susto!

Com o passar do tempo, o Cruzeiro assumiu o controle da posse de bola, ao longo da primeira etapa, e jogou mais perto da área tricolor. Fred, aos 24 minutos, chutou por cima e voltou a dar um susto no goleiro Douglas.

Por sua vez, o Esquadrão buscava espaço para encaixar contra-ataques, tendo Élber e Artur como principais válvulas de escape, pelas pontas, mas também com Marco Antônio tentando armar jogadas em velocidade pela zona central do campo.

SEGUNDO TEMPO

Assim como na primeira etapa, o Bahia levou perigo pela primeira vez, no segundo tempo, em uma jogada aérea finalizada por Fernandão. Pelo lado do Cruzeiro, David chutou rasteiro, mas Douglas defendeu sem grandes problemas.

Aos 18 minutos, Fernandão arriscou um chute, mas a bola explodiu parou na mão do lateral Orejuela. Pênalti marcado pelo árbitro Wagner Reway, com auxílio do VAR. No lance, o jogador cruzeirense foi expulso.

Tricolor abre o placar

Na cobrança, Fernandão chutou firme e balançou as redes para colocar o Esquadrão de Aço em vantagem no Mineirão, aos 20 minutos.

Cruzeiro empata

A vantagem do Esquadrão não durou muito tempo. Aos 29 minutos, Sassá acertou um forte chute, de fora da área, e deixou tudo igual no placar. Douglas até encostou na bola, mas não conseguiu evitar o gol cruzeirense.

Com o placar novamente empatado, Roger Machado apostou nas entradas de Rogério e Arthur Caíke, nos lugares de Élber e Fernandão. O objetivo era tentar chegar à área adversária em jogadas de velocidade.

Na reta final da partida, o Cruzeiro se lançou ao ataque em busca da virada, que quase aconteceu em uma cabeçada de Thiago Neves, aos 38 minutos.

Montado para encaixar um contra-ataque nos últimos minutos, o Esquadrão chegou próximo de marcar o segundo gol em uma linda finalização de Rogério, aos 41 minutos. No entanto, Fábio fez grande defesa e evitou o golaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *