Confirmada pelo PCdoB, Olívia Santana tenta agrupar em sua chapa apoiadores de candidatura negra em Salvador

Bahia Política

A escolha do PCdoB pela pré-candidatura da deputada estadual Olívia Santana para disputar a prefeitura de Salvador em 2020 selou o nome da primeira postulante cogitada no movimento ‘Eu Quero Ela’, que defende candidaturas negras para o Executivo Municipal.

Vovô do Ilê, pelo PDT, e a socióloga Vilma Reis, pelo PT, também integram a lista de cotados, mas ainda não foram confirmados pelas respectivas legendas.

Com o passe selado, Olívia afirmou que tentará integrar à sua chapa pessoas e entidades que pautam a discussão eleitoral pelas questões raciais, mas sem a intenção de limitar a temática à fronteiras do PCdoB.

“Claro que eu procurarei o movimento em todos os segmentos no sentido de buscar apoio e gostaria que o movimento ‘Eu quero Ela’ também se sinta representado na nossa candidatura. Destaco que é um movimento que tem autonomia, é suprapartidário e vai depender de uma discussão que eles terão entre eles para decidir que caminho vão tomar”, afirmou.

“Óbvio que eu vou buscar apoio, agora é o momento de todas nós e todos nós fazermos gestos no sentido de acumular força, apoios. Eu sei que o movimento antirracista é, sim, um polo de força política que é importante, assim como é o movimento de mulheres e o movimento sindical”, acrescentou.

Durante o ato com a cúpula do partido, nesta segunda-feira (4), a deputada comunista afirmou que sempre apoiou “candidaturas brancas” e espera “reciprocidade” dessa vez.

Em 2016, Olívia tinha a preferência do governador Rui Costa (PT), mas não superou a preferência interna do partido pela candidatura da deputada federal Alice Portugal, que pretendia repetir o feito em 2020. Alice não participou do evento que definiu o nome de Olívia e deixou o clima tenso entre os comunistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *