Homem que matou jovem grávida e esfaqueou mulher é de Santo Amaro

Polícia

A mãe da jovem de 19 anos, que estava grávida e foi morta a facadas, no bairro de Pituaçu, em Salvador, chegou a ser atingida por oito facadas, pelo marido. A informação foi divulgada pelos familiares da vítima.

Segundo os familiares da jovem, a mãe da menina, Sandra da Mata, foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro do Marback, onde foi atendida e liberada.

O caso aconteceu na manhã de domingo (29). Em entrevista à reportagem da TV Bahia, a tia de Alane Beatriz da Mata Góes conta que a jovem tentou interferir em uma briga entre a mãe e o padrasto, quando foi esfaqueada.
Segundo Lucila da Mata, o suspeito já havia dado A tia da jovem grávida que morreu depois de tentar defender a mãe de agressões do padrasto, conta que a irmã já havia ido para a emergência por conta de agressões do companheiro.

“Quando deu 6h14 da manhã a minha irmã me mandou um vídeo, minha sobrinha [Alane] já no chão, eu vi e ainda falei com ela: ‘O que foi? O que está acontecendo?’ e ela só me mandou esse vídeo e não mandou mais nada”, diz.

Alane Beatriz da Mata Góes estava grávida de seis meses, do segundo filho e trabalhava em uma churrascaria. De acordo com Lucila da Mata, a jovem planejava estudar medicina.

“Ela estava na melhor fase da vida dela, estava tão alegre. Ela passou na prova do Encceja e estava contando fazer faculdade em agosto, queria fazer medicina. Era uma menina que tinha a vida inteira pela frente”, disse.

“Ele me disse friamente que tinha matado um homem. Ele ainda disse, ‘eu sou frio, eu mato e depois eu sumo. Foi isso que eu fiz em Santo Amaro, era um amigo meu, que eu sabia que queria me matar então eu fui e matei ele [com golpes de facão]. Depois cortei o corpo dele todo e joguei pelo rio”.

Lucila da Mata ainda conta que o bebê que Alane esperava foi planejado e era um desejo de todos da família.
Segundo informações da Polícia Civil, o suspeito de cometer o crime fugiu e permanece foragido até a última atualização desta reportagem. Lucila conta que já havia um histórico de brigas entre ele e a mãe de Alane.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *