Bebê de um ano morre após ser espancado e mordido no rosto; mãe e padrasto são presos

Polícia

Um bebê de um ano e três meses morreu após dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento de Samambaia, na cidade de Praia Grande, litoral de São Paulo.

No hospital, os enfermeiros encontraram sinais de agressão, a criança estava com fraturas, tinha uma mordida no rosto e hematomas espalhados pelo corpo.

Segundo testemunhas, o bebê chegou à UPA levado pelo padrasto. Ele estava com sangue na boca e, conforme o homem, teria sido mordido no rosto por um cachorro da família. No entanto, no local ele foi informado que se tratava de marcas de dentição humana e ele alegou que a mordida teria sido feita por outro filho, de cinco anos.

Exames realizados no hospital constataram que o bebê tinha fraturas no crânio, tórax, clavícula, no nariz, mandíbula e presença de sangue no ouvido e diversos hematomas na testa e no rosto.

Na segunda-feira (06), a mãe da criança e o padrasto foram presos em flagrante por suspeita de participação na morte. Conforme a polícia, os dois entraram em contradição sobre as causas das agressões. A mãe deve responder por falso testemunho e o padrasto por homicídio triplamente qualificado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *