EUA já avaliam que conflito com Irã pode atingir Brasil

Brasil

A Embaixada dos Estados Unidos no Brasil emitiu um alerta na tarde desta terça-feira (7) a cidadãos estadunidenses que moram no Brasil para evitarem pontos turísticos e andarem com discrição nas ruas. A postura indica um temor de uma possível retaliação ao país após o governo do presidente Jair Bolsonaro se colocar ao lado dos EUA em meio a escalada nos conflitos com o Irã.

Segundo informações da repórter Isa Staciarini, da rádio CBN, “entre as recomendações está a de manter a discrição, ficar em alerta sobre o que acontece ao redor em locais frequentados por turistas”. A embaixada entende que as tensões no Oriente Médio podem refletir em outros países do exterior, como o Brasil.

O Itamaraty, comandado por Ernesto Araújo, adotou uma posição pró-EUA defendendo o “combate ao terrorismo” sem comentar diretamente sobre o assassinato do general Qassem Soleimani por parte do governo Trump. “Ao tomar conhecimento das ações conduzidas pelos EUA nos últimos dias no Iraque, o Governo brasileiro manifesta seu apoio à luta contra o flagelo do terrorismo e reitera que essa luta requer a cooperação de toda a comunidade internacional sem que se busque qualquer justificativa ou relativização para o terrorismo”, dizia a mensagem.

A postura foi criticada por parlamentares da oposição no Brasil e fez com que país persa solicitasse explicações à Embaixada brasileira no Irã. Ao comentar sobre o caso, o presidente Jair Bolsonaro tentou desconversar, mas logo reafirmou o conteúdo da nota.  “Nós repudiamos terrorismo em qualquer lugar do mundo e ponto final. É um direito deles, como é o meu também”, afirmou.

Leia aqui a nota da Embaixada dos EUA no Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *