Santo Amaro

Santo Amaro: Período de Defeso do Caranguejo Uçá deve ser respeitado, afirma coordenadora de pesca

As comunidades pesqueiras de Santo Amaro são as comunidades de Acupe, São Brás, Itapema e a Caieira, que faz parte da área urbana de Santo Amaro, fazem parte da captura do caranguejo uçá há algumas décadas, é o meio de sobrevivência do pescador e da marisqueira.

No entanto, é chegado um período muito importante e que deve ser respeitado, o período de defeso do caranguejo uçá.

Segundo a coordenadora de pesca do município de Santo Amaro, Ludiana Sacramento, é preciso que haja conscientização dos pescadores e marisqueiras.

“O período do defeso agora é do caranguejo uçá. É um momento de nos conscientizarmos e respeitar esse período que ocorre entre 22 de janeiro e 27 de janeiro, dentro desse período de lua nova, em fevereiro começa também um período de nada dá, que é um período de reprodução, quem é pescador e marisqueira conhece esse período e em fevereiro ele ocorre de 21 a 26 de fevereiro e em março de 22 a 27 de março. Então vamos conscientizar não só os pescadores e marisqueiras, mas também os cidadãos Santo Amarense de não estar fazendo a compra, principalmente da fêmea, pois esse é um período de reprodução, para que a gente possa garantir que as gerações futuras tenham esse pescado e também a questão do ecossistema em si”, ressaltou ela.

Nesse período da andada do caranguejo, muitas pessoas vão até a maré para catar o caranguejo, justamente pela facilidade da captura. A recomendação de Ludiana é de não fazer a captura neste período, nem das fêmeas, nem dos machos.

“O correto é não capturar nenhum dos dois, mas se você observar que há fêmeas ovadas, não capture as fêmeas. E também respeitar o tamanho do animal e o organismo do animal.  Pode ser capturado a partir de seis centímetros, mas infelizmente, estamos vendo as praticas das capturas menor que seis centímetros. Interessante e importante que o pescador e marisqueira não capturem nesses meses de janeiro a março, nem a fêmea e nem o macho e caso haja essa captura que respeite pelo menos as femeas nesse período de andada e que elas ficam ovadas”, afirmou.

As pessoas que fazem a pesca neste período em Santo Amaro, não sofrem nenhuma penalidade, no entanto, o INEMA (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado da Bahia), orienta que o município faça uma fiscalização intensiva e puna essas pessoas.

“O nosso município não faz a pratica de tirar o caranguejo daquele pescador e nem multar, mas estamos sendo orientados pelo INEMA para que haja uma fiscalização mais efetiva que cause o pescador esteja cometendo essa pratica nesse período que haja uma multa ou retire o instrumento de pesca dele. Nós estamos nos organizando junto com a  Secretaria de meio ambiente pesca e agricultura e recursos hídricos para que nesse mês de janeiro, fevereiro e março, a gente consiga fazer uma fiscalização mais efetiva, como também um Trabalho e fiscalização ambiental, que é importantíssimo, que a gente consiga conscientizar e respeitar esse período e também esclarecer algumas duvidas que venha surgir dos pescadores e das marisqueiras”, pontuou Ludiana.

Ludiana ressaltou ainda que o programa Bahia Pesca, parceiro do município, faz o trabalho de repovoamento de caranguejos nos manguezais.

“Então a gente precisa se conscientizar e respeitar esse período, a Bahia pesca já faz esse trabalho de repovoamento do caranguejo uçá no município”, finalizou.

Com informações do repórter Giliard José

%d blogueiros gostam disto: