Esporte

Iniciativa de sindicato fez Vitória “reintegrar” atletas afastados

Os tletas afastados pelo Vitória voltaram a treinar com o elenco. Inicialmente, o clube havia divulgado que os nove jogadores treinariam em separado, em horários opostos ao do grupo que segue em preparação para a estreia na Série B.

O que motivou o Rubro-Negro a desistir do afastamento dos treinamentos foi uma iniciativa do Sindicato dos Atletas Profissionais da Bahia (SINDAP-BA). A entidade, presidida pelo ex-jogador Osni Lopes, entrou em contato e solicitou que o clube desistisse do afastamento.

O SINDAP-BA alegou que a medida adotada pelo Leão caracterizava assédio moral e o caminho seria acionar o clube na Justiça. “Foi uma iniciativa do Sindicato. Os atletas não podem treinar em horário diferente, está na CLT e na jurisprudência. Nosso objetivo é a defesa dos nossos sindicalizados, sempre”, disse ao Galáticos Online o assessor jurídico do Sindicato, Ronaldo Passos, goleiro campeão brasileiro pelo Bahia em 1988.

Os atletas afastados pelo Vitória foram os zagueiros Gabriel Silva e Thales; os laterais Jeferson, Juninho, Benítez e Arroyo; o volante Wesley Dias; e os atacantes Cléber Maurício Cordeiro e Eirck. Destes, apenas Arroyo antecipou a rescisão do seu contrato e já deixou o clube.

Os demais seguem treinando com o elenco, enquanto aguardam um acordo para deixar o clube ou o encerramento dos seus vínculos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

leia também

%d blogueiros gostam disto: