Notícias

Começa hoje o período de defeso do caranguejo-uçá

Começa hoje, 3/1, e vai até o dia 8 de janeiro o período de defeso do caranguejo-uçá, popularmente conhecido como andada, com a proibição da pesca de espécie em 11 estados. Durante o defeso, macho e fêmea saem de suas tocas e andam pelo manguezal para o acasalamento e para a liberação dos ovos, garantindo a continuidade da espécie.

A proibição vale para os estados do Amapá, Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Piauí, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. Nesse período, além da captura, também fica proibido o transporte, o beneficiamento, a industrialização e a comercialização da espécie.

O crustáceo é encontrado ao longo de toda a costa brasileira e tem papel importante para o ecossistema do manguezal, transformando as folhas em material que fornece nutrientes para outros organismos da cadeia alimentar.

A punição para quem não cumprir a lei é de multa que pode chegar a R$ 100 mil, mais R$ 20,00 por quilo de caranguejo-uçá apreendido.

De acordo com o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), as pessoas físicas e empresas que atuam na captura, transporte, beneficiamento, industrialização e comercialização do crustáceo nos estados citados deverão declarar até um dia útil antes de cada período de defeso a relação detalhada dos estoques de animais vivos, congelados, pré-cozidos, cozidos, inteiros ou em partes.

As informações devem ser encaminhadas para as superintendências federais de Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Quando se tratar de Unidade de Conservação Federal, a declaração deverá ser entregue no ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade).

Defeso

O defeso período de defeso do caranguejo-uçá (Ucides cordatus), ocorre em períodos de luas nova e cheia, caracterizados por marés de grande amplitude. Se não houver o defeso as espécies ficam vulneráveis à pesca predatória, reduzindo o número de indivíduos e comprometendo a perpetuação da espécie.

Neste ano, o período de defeso do caranguejo-uçá ocorrerá em quatro datas diferentes nas fases da lua nova e lua cheia. O próximo defeso está ocorrerá de 2 a 7 de fevereiro, quando novamente haverá lua nova. O terceiro período será de 3 a 8 de março, com mais uma lua nova e o último defeso será de 19 a 24 de março, na lua cheia.

Fonte: Agência Brasil

Notícias

Orbi Química inicia operação de forma experimental em Camaçari

A Orbi Química iniciou a operação de forma experimental de sua fábrica em Camaçari. Especializada em soluções para a linha de manutenção e conservação automotiva e construção civil, a empresa deve gerar cerca de 150 empregos diretos e em torno de 150 indiretos quando estiver com operação plena.

A unidade de Camaçari vai fabricar cerca de 70 produtos. Inicialmente, a Orbi Química seria instalada em Santo Amaro, mas a Câmara da cidade não avançou na doação do terreno para a empresa após polêmica que envolveu o cantor Caetano Veloso, que era contra a instalação da fábrica em sua terra natal.

A Prefeitura de Camaçari, então, convidou a empresa para se instalar no município, que tem vocação para a indústria. Segundo o secretário municipal da Administração, Hélder Almeida, que conduziu o processo de negociação com a Orbi, o início da operação representa uma vitória para o município no sentido de geração de emprego e renda.

“Em breve, quando a fábrica entrar em plena operação, serão 150 empregos diretos, além dos indiretos, gerando riqueza e renda. O prefeito Elinaldo teve muita sensibilidade naquele momento para dar todas as garantias para que a fábrica viesse para Camaçari, gerando emprego para o nosso povo e arrecadação para o município e estado”, pontuou.

Enquanto opera em fase experimental, a empresa toca as obras da fábrica para que seja iniciada a operação plena. Hélder Almeida visitou as obras e destacou a vocação de Camaçari para a indústria. “A indústria está no nosso sangue, e a vinda da Orbi Química, que agora inicia a operação, mostra que temos potencial para atrair ainda mais investimentos para nossa terra”, disse.

A Orbi Química é uma empresa nacional, tendo como principal produto o desengripante White Lub Super, reconhecido pelo seu apelo ecológico, por usar em sua base produtos de origem vegetal. Atualmente, a empresa produz 125 produtos, gerando mais de 170 empregos diretos e mais de cem indiretos, divididos entre a sede em Leme (SP) e os centros de armazenamento e distribuição em Guarulhos (SP) e Blumenau (SC).

Notícias

Morre em São Félix o cantor Tin Tim Gomes, irmão do reggaeman Edson Gomes

Morreu no início da tarde desta sexta-feira, 19, em São Félix, o cantor de reggae Tintim Gomes, aos 59 anos. Ele era irmão do reggaeman Edson Gomes. Conforme informações, Tintim estava internado no Hospital da Santa Casa de Misericórdia com problemas cardíacos, mas não resistiu.

O diretor médico da Unidade de Saúde, Odilon Rocha, confirmou o óbito do artista. “É com grande pesar que a Santa Casa de São Félix notifica a falecimento do nosso grande compositor e cantor do município de São Félix Tintim Gomes”, divulgou.

Notícias

Morre a cantora Marília Mendonça

O avião da equipe da cantora Marília Mendonça caiu nesta sexta-feira, 5/11, em uma cachoeira na Serra da Piedade, próximo ao município de Caratinga, no interior de Minas Gerais. A informação foi confirmada pela equipe do Terra.

Segundo a assessoria de imprensa da artista, além de Marília Mendonça, estavam no avião o produtor, Henrique, e o tio da cantora.

A artista tinha um show marcado em Caratinga na noite desta sexta. Fãs da cantora também se dirigiram ao local e acompanham o trabalho de resgate.

Por volta das 17h, uma das vítimas foi retirada de dentro da aeronave pelo Corpo de Bombeiros, mas o estado de saúde ainda não foi confirmado.

De acordo com a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), a aeronave é um PEC Táxi Aéreo, modelo C90A e fabricada em 1984. Sua situação de aeronavegabilidade (condições para voo) é “normal” e o certificado foi emitido ainda em agosto do ano passado.

O caso mobilizou a atuação de policiais militares, bombeiros e profissionais do Samu, que se deslocaram ao local da queda. Imagens transmitidas por uma rede local mostram a aeronave de pequeno porte sobre as pedras da cachoeira, com a fuselagem avariada.

Duas horas antes, Marília postou um vídeo nas redes sociais no qual aparece a caminho da aeronave e já dentro do avião.

Notícias São Francisco Conde

São Francisco do Conde: O Centro de Referência em Saúde da Mulher promoveu atividade educativa para as pacientes

Dia 27 de Outubro, em alusão ao Outubro Rosa, mês que é dedicado a conscientização e tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, A CRESAM ( Centro de Referência em Saúde da Mulher) promoveu atividade educativa para as pacientes da unidades tais como: Roda de conversa sobre prevenção, rastreamento e tratamento do câncer de mama. Teve convidada o grupo de rede de apoio aos pacientes oncológicos, Ponderosas Iluminadas e depoimentos de pacientes que estão passando pelo tratamento, Desainer de sobrancelha, massagem corporal, roda de samba do recôncavo para animar e colocar as pacientes para sambar. Além de ter sorteios de brindes e cestas básicas para as usuárias do serviço e ao final celebraram com um café da manhã.

Notícias

Bebê é achado em quintal de casa no interior baiano

Um recém-nascido foi encontrado em uma área de matagal no quintal de uma casa na localidade de Pau Seco, no distrito de Humildes, em Feira de Santana, distante100 km, de Salvador. O bebê estava caído em meio à vegetação e foi encontrado pelo dono do terreno, o lavrador Antônio Machado, que capinava a terra no momento que viu o menino.

De acordo com Raimundo Bispo, irmão de Antônio, o recém-nascido é filho da neta de Antônio, uma adolescente de 16 anos, e a família não teria percebido a gravidez durante todo o período de gestação.

Ele disse que o irmão trabalhava no quintal, já no final da tarde de segunda-feira (18), quando ouviu um som e imaginou que fosse o miado de um gato. O lavrador parou de capinar e voltou a escutar o barulho.

Raimundo informou que o bebê está bem de saúde e não corre riscos, e não há informações sobre a localização da mãe e do pai do menino. A Polícia Civil informou que o caso foi registrado na 1ª Delegacia Territorial de Feira de Santana e vai iniciar as investigações.

Foto: G1

Notícias

Sindipetro realiza ação no Distrito de São Brás, em Santo Amaro, com venda de “bujão” de gás a R$ 50,00

Para denunciar a política de preços da atual gestão da Petrobrás no governo Bolsonaro – responsável pelos sucessivos aumentos dos preços do gás de cozinha, gasolina e diesel – e amenizar a difícil situação que os baianos estão passando, o Sindipetro Bahia vai dar continuidade à sua ação do preço justo do gás de cozinha, subsidiando boa parte do valor do produto.

No sábado (28), às 9h, diretores do Sindipetro Bahia estarão no Distrito de São Brás, em Santo Amaro, na praça João Damasceno Borges, em frente ao Restaurante Frutos do Mar, realizando a campanha do preço justo. Cinquenta botijões de gás serão vendidos ao valor de R$ 50,00, a unidade para as primeiras pessoas que chegarem ao local, levando o botijão vazio.

Com o valor do botijão de gás ultrapassando os R$ 100,00, e acumulando no ano um aumento de 29,3%, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), uma boa parte da população brasileira voltou a cozinhar a lenha, pois este derivado do petróleo não cabe mais no orçamento de muitos pais e mães de família. Muita gente não sabe, mas o motivo da disparada do preço é a política de reajustes implementada pela atual direção da Petrobrás, baseada no Preço de Paridade de Importação (PPI). O que quer dizer que a Petrobrás produz em real, mas vende seus produtos para a população em dólar.

Durante a ação em São Brás, os diretores vão explicar para a população que o preço do gás de cozinha pode ser bem menor se o governo Bolsonaro mudar a politica de preços da Petrobrás.

Entretenimento Notícias

Com ingressos a R$ 1.600, Réveillon de Praia do Forte confirma show de Léo Santana

O esquenta para o Carnaval começa com os shows no início do verão, e Léo Santana já tem apresentação marcada para o final do ano, ou melhor, a virada de 2021 para 2022, na esperança de entrar no novo ciclo com o pé direito e a retomada dos eventos.

O pagodeiro foi confirmado como uma das atrações para o Réveillon Praia do Forte, o antigo Simplesmente Luxo, que terá duração de quatro dias e atrações como Bell Marques, Vintage Culture, Durval Lelys e Pedro Sampaio.

Além de Léo, a organização garantiu ainda a apresentação de Raí Saia Rodada, para um dos 4 dias de festa. Sendo apenas o dia da virada com serviço all inclusive.

Os ingressos para curtir a festa em Praia do Forte custam R$ 1.650 na pré-venda em um pacote com os quatro dias de show. De acordo com a organização, todo ingresso/pacote do Réveillon Praia do Forte inclui o serviço de transfer da entrada de Praia do Forte (local a ser definido) até o local do evento.

Na página de venda ainda não é informado quais serão os protocolos de segurança contra a Covid-19 que serão adotados na festa, porém é informado que: “A organização do evento está integralmente comprometida com as condições sanitárias essenciais para realização das festas, de acordo com orientação das autoridades responsáveis”.

Os organizadores trabalham com a possibilidade de cancelamento em decorrência da pandemia. Caso isso aconteça, é provável que o cliente entre pela Lei 14.046, editada em 24 de agosto de 2020, que elimina a obrigatoriedade de reembolso das empresas.

Neste caso, é ofertado ao comprador um crédito para a compra de um ingresso para um novo show com prazo até o final de 2022.

Notícias

Porto vai ocupar 40% de área do estaleiro em Maragogipe

Criado com a vocação de ser um estaleiro construtor de todas as embarcações produtoras de petróleo no Brasil, o Enseada, em Maragogipe, está ampliando a sua área de atuação para atuar também no escoamento do minério produzido na Bahia. A expectativa da empresa é de que a nova atividade ocupe em torno de 40% da área do complexo industrial implantado na Enseada do Rio Paraguaçu.

“O Enseada foi o maior investimento da história da indústria de construção naval no Brasil. Já foram investidos R$ 3,2 bilhões”, destacou o presidente da empresa, Maurício Almeida.
O equipamento possui 1,6 milhão de metros quadrados (m²) de área e capacidade de processar 100 mil toneladas de aço por ano. “É uma fábrica de navios e plataformas de grandes proporções”, completa o executivo, lembrando que o Enseada possui ainda com maior guindaste da América Latina, com mais de 150 metros de altura, quatro cais de atracação que somados representam mais de 1 quilômetro de extensão. “É um investimento único no país, fruto de um investimento vultoso, que para ser compreendido precisa ser analisado com base na realidade de dez anos atrás”, ressalta.

“Maragogipe, onde o Enseada está instalado, é uma área única, de calado profundo, ao final da Baía de Todos os Santos, sem incidências de ventos, de correntezas. São águas abrigadas na extensão do Rio Paraguaçu”, destaca Almeida. “Nós definitivamente temos uma localização estratégica para a construção de navios e plataformas, que também vai nos ajudar nesta nova vocação, que é a operação portuária”, diz.

A posição do terminal portuário da Enseada é estratégica para a exportação, acredita Maurício Almeida. Segundo ele, o terminal vai permitir que riquezas produzidas no estado e que eram escoadas por outros portos ou terminais fora do estado passem a ser movimentadas pela Bahia. “Nós passamos a ter uma alternativa muito competitiva para escoar as nossas riquezas”.

O investimento em uma nova atividade foi parte do processo de reestruturação da empresa, conta Almeida. “Tivemos que nos reinventar em todos os aspectos, buscar novos negócios, passamos por uma readequação societária. A partir de 2016, iniciou-se uma readequação da companhia, tivemos que pensar no que faríamos com a estrutura, que já estava pronta”, diz.

Segundo Almeida, o que aconteceu foi que o Enseada agregou um novo negócio. “Não deixamos de ser um estaleiro, agora somos um estaleiro e um porto”, explica. O novo negócio ocupa uma área que seria utilizada para a expansão do estaleiro no futuro. “É um negócio que vai de encontro às necessidades da região, que precisa de mais infraestrutura para escoar as commodities da Bahia, dos nossos clientes, mas também é importante para nos ajudar a superar os ciclos da indústria naval, que tem períodos de alta e de baixa. Atualmente estamos na baixa”, analisa.

Política industrial
Há dez anos, quando diversos estaleiros foram construídos no Brasil, projetava-se que 70% dos equipamentos que seriam utilizados para retirar o petróleo das profundezas no mar, na camada do pré-sal, seriam produzidos no Brasil, lembra o presidente do Enseada Maurício Almeida. “Por isso foram feitos investimentos tão grandes”.

“O Enseada foi criado na verdade para atender a demanda do pré-sal”, lembra. “O projeto âncora do estaleiro foi o contrato com a Sete Brasil, que contratou a construção de 28 sondas de perfuração em território nacional, espalhadas por cinco estaleiros, além de outras 12 no exterior. Era um projeto grandioso”, conta.

Almeida lembra que em função das dificuldades da Sete Brasil em obter recursos para a conclusão dos projetos, eles foram paralisados e o setor como um todo sofreu. “Diversos estaleiros nacionais, que estavam em plena construção tiveram grandes prejuízos, entre estes o nosso Enseada”.

“Desde 2016, o setor vem sofrendo por falta de encomendas, mesmo que a demanda exista. Infelizmente, por falta de uma política industrial, essas encomendas não estão sendo feitas no Brasil”, afirma.

Acesso ferroviário é o maior gargalo
No ano passado, o Enseada movimentou pouco mais de 100 mil toneladas de minério de ferro produzidas na Bahia. Este ano, a expectativa é de atingir uma movimentação próxima a 1 milhão de toneladas e ampliar este volume para 2 milhões nos próximos anos. Apesar do crescimento previsto, estes números representam aproximadamente 20% da capacidade de operação do terminal portuário, destaca o presidente da Enseada, Maurício Almeida.

Se o minério existe e há um terminal pronto para movimenta-lo, o que falta? “Ainda temos gargalos de infraestrutura grandes, principalmente ferroviários. Somente com uma boa estrutura ferroviária podemos ter uma elevação da capacidade de escoamento”, responde o executivo. De acordo com ele, clientes da Enseada estão tentando buscar um entendimento com a VLI, que administra a Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), para viabilizar melhorias na ferrovia, que passa por Cachoeira, a 60 quilômetros de Maragogipe.

Segundo ele, existem conversas para que as melhorias, tanto ferroviárias quanto rodoviárias aconteçam. Almeida lembra que as estradas da região não foram idealizadas para dar acesso a um porto. “O mais difícil foi feito, tem um grande porto, a Bahia é uma terra privilegiada em matéria de commodities, então eu não tenho dúvidas de que essas questões de infraestrutura serão resolvidas”, aposta. “Temos abundância de minério de ferro no estado, então nós temos realmente bastante espaço para crescer com a exportação pela Enseada”, avalia.

Notícias

Mãe de Faustão, dona Cordélia Silva morre aos 95 anos

Cordélia Moraes Corrêa Silva, mãe do apresentador Fausto Silva, morreu aos 95 anos, na madrugada desta quinta-feira (24). 0

De acordo com informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, o falecimento foi confirmado pela assessoria de Faustão. A causa da morte, no entanto, não foi informada.

Em novembro de 2020, em um momento raro, o apresentador quebrou o protocolo do Domingão do Faustão para prestar homenagem ao aniversário da mãe. Na ocasião, ele contou sobre a história de dona Cordélia e celebrou a força da mãe, que passou por vários desafios durante a vida, inclusive a Covid-19.

“Essa mulher, aos 95 anos, ainda foi testada positivo para o coronavírus e superou a Covid-19. Veja se não é poderosa a dona Cordélia, aqui a homenagem que deveria ser feita”, disse Faustão (clique aqui e saiba mais).