Após denúncia, prefeito de Cachoeira esclarece que hospital da cidade é administrado pela Santa Casa

Cachoeira Notícias

O prefeito do município de Cachoeira, no Recôncavo da Bahia, Tato Pereira (PSD), gravou um vídeo, nesta segunda-feira (6), esclarecendo que a gestão do hospital da cidade é de competência da Santa Casa e não tem vínculo com a Secretaria de Saúde do município. O esclarecimento foi feito após um morador denunciar que não havia médico no local e que a avó dele, de 85 anos, estaria morrendo por falta de atendimento.

“Hoje eu vi um vídeo que me deixou muito triste. Eu quero deixar bem claro que, no que depender de mim, estamos prontos para ajudar a Santa Casa. A partir do momento que tiver esse contrato, vamos colocar todos os médicos que nós prometemos. Com fé em Deus teremos aqui um hospital om UTI, leito de retaguarda, sala de estabilização e ambulância própria, para que possamos atender a população cada vez melhor”, disse o prefeito, em vídeo divulgado nas redes sociais.

Em nota, a Secretaria de Saúde se solidarizou com a situação relatada pelo morador e disse que “se coloca à disposição para auxiliar no que for preciso para garantir que os familiares e amigos da senhora superem este momento difícil”.

A prefeitua anunciou ainda que conseguiu, junto ao Governo da Bahia, através de emenda parlamentar do deputado federal Paulo Magalhães (PSD), 10 leitos de UTI com respiradores, 20 leitos de retaguarda, uma sala de estabilização e duas ambulâncias para o hospital da cidade.

As críticas da prefeitura de Cachoeira à gestão da Santa Casa já acontecem há algum tempo. Em setembro do ano passado, o prefeito já havia citado a gestão como “desastrosa” e demonstrou interesse em assumir a direção da unidade, solicitando a renúncia do atual provedor.

Em abril desse ano, o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) extinguiu o mandado de segurança impetrado pela Santa Casa contra a prefeitura, onde a instituição pedia que fosse retomado o convênio suspenso com o município.

Veja vídeo gravado pelo prefeito:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *