Santo Amaro

DIZEM LÁ EM SANTO AMARO…

Wálter Figueredo( autodenominado “Wálter Tragédia”), foi prefeito de minha terra de 1976 a 1982.Os alcaides anteriores tiveram uma história de glória devotada ao cimento, ao asfalto e ao tijolo.Explico: Renato Leoni praticamente fundou uma nova cidade de 1964 a 1970; Edval Carlos Barreto continuou a obra exitosa, abrindo ruas e saneando a urbe; Genebaldo Correia fez uma gestão iluminista,ampliando a cidade para a Nova Santo Amaro.E Wálter? Bem como bem disse ele mesmo, “não tendo dinheiro para fazer obra de 1 milhão, fez a obra de um cruzeiro”, uma cruz de cimento e cal, plantada no Trapiche de Baixo. Era um pândego! Durante os seis anos de sua gestão, a cidade sabia de cor o bordão que era meio o seu slogan: “tome-lhe foguete, tome-lhe gambiarra!”. Foi uma festa contínua, o seu mandato.Todavia, não costumava pagar em dia os seus fornecedores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

leia também

%d blogueiros gostam disto: