Política

Moro classifica Lula e Bolsonaro como extremos a serem “evitados”

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, em entrevista à AFP, criticou alguns pontos da atual administração do governo Bolsonaro, de acordo com o jornal Estado de S. Paulo. Além disso, Moro classificou Bolsonaro e Lula como  “extremos” que devem ser “evitados”.

Moro afirmou que o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é populista como o do ex-presidente Lula (PT), só que Bolsonaro representa um populismo a direita e “com arroubos autoritários”.

O ex-juiz federal criticou discursos oriundos do “próprio Planalto” que tentam utilizar a presença das Forças Armadas no governo Bolsonaro para “intimidar” os demais poderes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

leia também

%d blogueiros gostam disto: