Polícia

Paredão em São Tomé de Paripe registra aglomeração e violência

Domingo tem sido dia de pesadelo para que mora em São Tomé de Paripe, principalmente próximo à Base Naval de Aratu. Isso porque, mesmo com uma pandemia que tem matado milhões de pessoas e Salvador aplicando diversas medidas restritivas, centenas de pessoas se reúnem para um paredão no bairro.

Além da aglomeração e da ausência de máscaras, a festa tem registrado episódios de violência. No último paredão, que aconteceu neste domingo (9), um grupo foi agredido durante uma briga e um homem ficou bastante ferido ao ser atingido por golpes de garrafa de vidro.

A polícia foi acionada e acabou com o encontro, mas os episódios têm se repetido todas as semanas. A falta de consciência dessas pessoas está colocando em risco a saúde da população baiana e a continuidade da retomada econômica, já que os leitos de UTI podem ficar sobrecarregados e a prefeitura terá que suspender as atividades comerciais novamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

leia também

%d blogueiros gostam disto: