Santo Amaro

PREFEITURA DE SANTO AMARO REALIZA AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE A IMPLANTAÇÃO DA EMPRESA ORBI QUÍMICA

A Prefeitura de Santo Amaro realizou nesta quarta-feira (22) uma audiência pública sobre a implantação da indústria de produtos automotivos, Orbi Química, no município. Com transmissão via internet, a sessão foi iniciada às 10h, pelo prefeito Flaviano Bomfim, com as presenças do vice-prefeito, Justino Oliveira, os representantes da empresa, Edison Rodrigues, Rogério Seabra e Claudinei Marques, além de vereadores e secretários municipais. A discussão teve como pauta o projeto de lei enviado à Câmara de Vereadores para doação de um espaço físico para instalação da fábrica, marcando a expansão da empresa no Nordeste.

Fundada em 2006, com uma sede de 14 mil m² no município de Leme, em São Paulo, a Orbi Química é uma empresa nacional, tendo como principal produto o desengripante White Lub Super, reconhecido pelo seu apelo ecológico, por usar em sua base produtos de origem vegetal. Atualmente, a empresa produz 125 produtos, gerando mais de 170 empregos diretos e mais de cem indiretos, divididos entre a sede em Leme (SP) e os centros de armazenamento e distribuição em Guarulhos (SP) e Blumenau (SC).

Para sanar as preocupações a respeito do impacto ambiental da instalação, a empresa apresentou, o certificado técnico de regularidade com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (IBAMA), além de licença de operação pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB), a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e do Sistema Estadual de Vigilância Sanitária de São Paulo (SEVISA). Em 2015, a Orbi Química recebeu a certificação ISO 9000, garantindo formas de processos seguros de produção, armazenamento, entrega da cadeia de matéria prima e produtos acabados. No mesmo ano, a empresa ganhou o Selo Verde Internacional do Instituto Chico Mendes, como empresa socioambiental responsável.

O diretor geral da Orbi Química, Rogério Seabra, apresentou imagens que demonstraram a forma de armazenamento, descarte e revenda de resíduos para empresas certificadas. As plantas possuem caixas de contenção homologadas por órgãos ambientais para eventuais líquidos derramados ou compostos utilizados na limpeza de equipamentos. Empresas especializadas nesse tipo de manejo fazem a coleta desses resíduos, de forma frequente.

O técnico químico, Edison Rodrigues, ressaltou que não há geração de reação química, poluição atmosférica ou sonora durante a produção. “Grande parte dos produtos da Orbi Química é produzida através de misturas de matérias-primas. Isso gera pouquíssimo resíduo, pois tudo o que é homogeneizado é envasado. Alguns desses resíduos, como o PVC, podem ser reprocessados e mandados novamente para a indústria para ser transformado em embalagem”.

Destacando a importância da expansão econômica com responsabilidade, o vice-prefeito, Justino Oliveira frisou a responsabilidade social da gestão. “Temos uma população que há muito clama pela geração de emprego e renda. Governos passaram e não conseguiram. Nós precisamos quebrar esse ciclo negativo. Nós não seríamos irresponsáveis em trazer para o município uma empresa que trouxesse prejuízos ambientais para a cidade”.

Técnicos da empresa já estiveram presentes para análise do espaço, a antiga sede da Fundição Tarzan, que deve ser aproveitada e restaurada. Segundo Claudinei Marques, diretor operacional do Nordeste, Santo Amaro foi escolhida por oferecer estrutura de hotéis, postos, restaurantes, empresas potencialmente parceiras e por ser bem localizada logisticamente. A planta do município atenderá Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Distrito Federal. Se aprovada, as obras serão iniciadas já em agosto deste ano, ocupando 26 mil m² de área, gerando em torno de 120 empregos diretos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

leia também

%d blogueiros gostam disto: