Santo Amaro registra um caso de raiva animal

Santo Amaro

Após dez anos sem registrar casos de raiva animal, a cidade de Santo Amaro, no recôncavo baiano, registrou um caso de raiva animal. O caso ocorreu em um herbívoro, boi, que começou a apresentar os sintomas. Apesar de humanos terem manipulado o animal, nenhum caso de transmissão humana ainda foi registrado, todos foram devidamente vacinados.

Após ser notificada da morte de um animal que apresentava os sintomas da raiva, a ADAB verificou o caso e constatou através de exames clínicos, que o boi realmente estava com a doença.

“O animal estava doente e o pessoal tentou manipular esse animal, tentaram dar comida e água, e aí q mora o perigo da transmissão da raiva, em manipular um animal desses, tendo contado com a saliva ou com a lágrima pode contrair a doença também, já contactamos a secretária de saúde que prontamente vacinou o pessoal que teve contato”, disse Evandro Moraes, funcionário da ADAB.

O caso levou a cidade a tornar a vacinação obrigatória em todos os rebanhos da cidade. Todo o processo deve ser declarado na ADAB.

“A vacinação é muito importante e nós aqui temos um bom índice vacinal, para nossa surpresa teve esse caso, mas a partir desse acontecimento, a vacina torna-se obrigatório aqui no município de Santo Amaro, e nós vamos começar a notificar os criadores”, informou o médico veterinário.

Os casos de raiva são extremamente combatido, tanto nos animais, quanto em humanos, o combate acontece através da vacina, com campanhas em todo o país.  A transmissão da doença acontece em animais através de mordidas de morcego, que é o hospedeiro do vírus.

“Raiva não tem cura, são poucos casos no mundo, e a ciência considera uma doença 100% letal, a gente tem que ter muito cuidado, se tiver qualquer animal com sintomatologia nervosa, comunica a ADAB, que nós vamos lá, e não cobramos nada, fazemos a manipulação desse animal e daremos o diagnóstico, a ADAB precisa ser notificada” , pontuou Evandro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *