Saúde

Sem resultados clínicos, OMS não vai recomendar vacina russa contra Covid-19

O diretor-assistente da Opas (Organização Pan-Americana da Saúde), Jarbas Barbosa da Silva Jr., informou que a Organização Mundial da Saúde (OMS) não recomendará a vacina russa contra Covid-19. De acordo com as informações da Folha, Jarbas declarou que a OMS não recebeu informações sobre os ensaios clínicos da produção da vacina.

“Uma vacina só pode ser aplicada em qualquer lugar do mundo depois que realizar os ensaios clínicos das fases 1, 2 e 3 e comprovar sua segurança e sua eficácia”, disse o diretor. Os resultados também precisam ser analisados pelas autoridadades regulatórias dos países em pretendem comercializar a a vacina.

“Numa emergência de saúde pública há processos para uma uma avaliação mais rápida, mas apenas com a garantia de eficácia e segurança”, afirmou Barbosa da Silva.

Ainda de acordo com a Folha, a OMS está em contato com cientistas e autoridades da Rússia para discutir sobre os procedimentos de pré-qualificação. “Qualquer vacina segura e eficaz contra a pandemia será um bem público global, e a OMS recomenda acesso rápido, justo e equitativo a tais vacinas em todo o mundo. A OMS está em contato com cientistas e autoridades russas e espera revisar os detalhes dos testes”, disse a entidade, em comunicado.

Além disso, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta terça-feira (11) que ainda não recebeu pedidos de autorização para pesquisa ou de registro de vacina russa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

leia também

%d blogueiros gostam disto: