Bahia Santo Amaro

SESAB contabiliza 20 casos de Sarampo e confirma que surto veio de Santo Amaro

O número de casos de sarampo confirmados na Bahia voltou a crescer. A Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), na quarta-feira (9), informou mais 11 novos pacientes com a doença. Santo Amaro é a cidade com o maior número de infectados, cinco novos casos foram confirmados, no município.

Cinco novos casos de sarampo foram confirmados nos municípios de Santo Amaro, três em Gandu, um em Ituberá, um em Andorinha e outro no município de Palmeiras. A investigação epidemiológica concluiu que os casos registrados em Gandu e Ituberá estão associados ao surto de Santo Amaro.

“A gente precisa que todos os serviços de saúde municipais intensifiquem as ações para evitar que esse surto aumente. O primeiro é a prevenção, e o melhor mecanismo de prevenção é a vacina, então precisamos intensificar a vacinação. Outra ação é a população ficar atenta, se surgir sintomas, como febre, coriza, tosse e principalmente as manchas vermelhas no corpo, procurar imediatamente uma unidade de saúde” , informou, Ramom Savedra, que integra a coordenação de imunização do governo do estado.

Em nota, a Sesab informou que, com estes novos casos, até essa quarta-feira (9), foram contabilizados 20 casos de sarampo em residentes na Bahia, sendo 12 em Santo Amaro, 3 em Gandu, 1 em Ituberá (estes relacionados ao surto em Santo Amaro), 1 em Andorinha (importado de São Paulo), 1 em Jacobina, 1 em Palmeiras e 1 em Salvador (estes dois últimos importados da Europa).

“De fato todo o estado da Bahia está em um momento de alerta para o sarampo, neste momento temos uma preocupação maior entre o município de Santo Amaro e a região vizinha, pois já foi confirmado, um surto de sarampo na região. Mas esse é um grupo de indivíduos que tem uma característica de deslocamentos”, salientou, Savedra.

Até o dia 5 de outubro, foram notificados na Bahia 509 casos suspeitos de sarampo, sendo 263 descartados e 20 confirmados. Os demais permanecem em investigação.

“Estamos recomendando que todos os municípios do recôncavo fiquem atentos a possível surgimento de casos suspeitos. No entanto só temos casos confirmados em Santo Amaro, nos municípios ao redor, não temos, mas pela grande circulação de pessoas é preciso que todos fiquem atentos”, recomendou, Ramom.

A Bahia recebeu 286 mil doses da vacina tríplice viral, que protege contra caxumba, rubéola e sarampo. A campanha de vacinação acontecerá em duas etapas: a primeira tem como alvo crianças não vacinadas de seis meses até 5 anos – o Dia D será 19 de outubro. Depois será a vez de vacinar a população de 20 a 29 anos, entre os dias 18 e 30 de novembro, com Dia D em 29 de novembro.

“Todo indivíduo até 29 anos deve ter comprovado, minimamente, duas doses de vacina tríplice viral, de 29 até 50, deve ter mais uma dose comprovada. Com os indivíduos acima de 50 anos, a literatura coloca, como o sarampo, era denominada doença da infância, todas as pessoas acima dessa idade já tiveram contato com o vírus, uma vez tendo esse contato a pessoa também está imunizada”, pontuou, o coordenador.

Fotos e informações: Giliard José

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

leia também

%d blogueiros gostam disto: