Notícias

Vitória busca recuperação hoje diante do Coritiba

O Vitória teve uma viagem tranquila e desembarcou por volta das 19h de ontem, 26, no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. A temperatura na capital paranaense é baixa – em torno de 13 graus.

A delegação está acomodada em um hotel no centro e com 20 jogadores à disposição para o técnico Carlos Amadeu montar o time que vai enfrentar o Coritiba (PR), às 19h15 desta terça-feira (27).

Com 19 pontos na 16ª posição, somente se ganhar, o Vitória não entra, de novo, na zona de rebaixamento para a Série C. Os dois empates em casa contra América Mineiro e Operário do Paraná, ambos por 0 a 0, deixaram o rubro-negro nesta situação. Uma derrota hoje deixa o Vitória no Z4 com empate de Vila Nova, de Goiás, ou Oeste, de São Paulo. O Coritiba é o vice-líder com 33 pontos, 2 atrás do Bragantina, e 3 à frente do Atlético Goianiense e do Sport Recife.

Carlos Amadeu perdeu o capitão e volante Baraka e o meia Felipe Gedoz, ambos com três cartões amarelos. Ganhou o retorno do atacante Felipe Garcia, recuperado de lesão muscular, e vai contar com o meia Ruy, cujo contrato de empréstimo não existe cláusula que o impeça de enfrentar o Coxa.

Luto

Familiares, amigos, ex-presidentes, diretores e ex-diretores, conselheiros e torcedores do Esporte Clube Vitória se despediram na tarde de segunda-feira (26) de Divalmiro de Salles Lima. Nas décadas de 70 e 80, Divalmiro se tornou um dos grandes colaboradores do clube, exercendo a função de superintendente.

O corpo de Divalmiro foi sepultado no Cemitério Jardim da Saudade, no bairro de Brotas, após missa de corpo presente concelebrada pelo padre Bernardinho, amigo da família, na Capela H.

Divalmiro morreu aos 80 anos – completaria 81 no dia 1º de setembro – e deixa viúva Marisia Bahia, os filhos Maurício e Coriolano, a filha Sibele Márcia, e netos.

Divalmiro em algumas oportunidades praticamente geriu o clube, funcionando como CEO.  Na década de 80, ele deixou o Vitória para trabalhar no Tribunal de Contas do Estado.

Ainda em vida, recebeu a mais alta condecoração do clube, a Comenda Artêmio Valente, entregue às pessoas com serviço prestado ao Leão, por ocasião da comemoração e aniversário de fundação da instituição.

O presidente Paulo Carneiro viajou com o time para Curitiba (PR) e lamentou não ter comparecido à cerimônia. “Divalmiro é uma pessoa com relevantes serviços prestados ao Vitória”, disse.

Fotos: Ascom/EC Vitória

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

leia também

%d blogueiros gostam disto: